Eu Prometi - Cânticos e Hinos Espirituais da F.B.M.V.




Letra: Eu prometi
 
CORO: Eu prometi! Fiel serei,
Por toda a vida, à minha Mãe querida!
Eu prometi! E cumprirei!
Que ditosa alegria, filho sou de Maria.

I – Eu prometi! Sou filho de Maria!
Do meu Jesus por Mãe a recebi.
Amá-La-ei, na dor e na alegria;
É minha Mãe! Amá-la prometi.

II – Eu prometi! Ó Mãe Imaculada,
Do vão prazer fugir quero o ardor.
Com teu poder, ó Virgem ilibada,
Quebrantarei do inferno o furor.

III – Eu prometi! Evitarei ser presa,
Da tentação que sempre expelirei.
A bela flor da virginal pureza,
Com minha Mãe, feliz sempre amarei.

IV – Eu prometi! Ó Mãe de formosura,
Sereis p’ra mim, espelho de fervor.
De ardente fé, de humildade e candura,
De mansidão, de puro e santo amor.

V – Eu prometi! Em última agonia,
Chamar-Vos-ei, ó Mãe de coração.
E voarei, que dita, que alegria,
Em vosso nome, à celestial mansão. 

VI – Eu prometi, ó doce e casta Virgem!
No coração com filial amor,
Conservarei a vossa bela imagem,
De eterna dita, seguro penhor!

Comentários Eleison: CRIMINOSOS DA COVID


Por Dom Williamson
Número DCCCLXXXIII (883) – 15 de junho de 2024

 

CRIMINOSOS DA COVID

 

Assim como Deus flagelou os israelitas infiéis,

Agora Ele assusta os católicos apóstatas.

Na época da crise da covid entre 2020 e 2022, quando inúmeros políticos e médicos mentiram para nós dizendo que as “vacinas” assassinas eram “perfeitamente seguras e eficazes”, um dos relativamente poucos heroicos propagadores da verdade foi um inglês honesto, o Dr. Michael Yeadon, com suas décadas de experiência nas altas esferas da Pfizer, e um colosso americano da Big Pharma, apelido da indústria farmacêutica internacional, na qual tantos de nós confiávamos... até a covid. Para assistir a um vídeo da entrevista original na internet, acesse: https://x.com/wideawake_media/status/1654829752090329088 (A transcrição está ligeiramente modificada abaixo para facilitar a compreensão.)

Entrevistador: Obrigado por juntar-se a nós. O senhor é um ex-vice-presidente da Pfizer. Poderia falar-nos brevemente sobre seu cargo lá?

Dr. Mike Yeadon: Durante muitos anos, até 2011, fui responsável pela pesquisa em âmbito mundial, e pelo desenvolvimento inicial na área de novos medicamentos respiratórios e antialérgicos da Pfizer. Estive em contato indireto com duzentas pessoas, através de alguns sites da Internet.

Entrevistador: Isso lhe deu uma visão real do que estava acontecendo no início de 2020?

Dr. Mike Yeadon: Não há muitos aspectos dessa indústria dos quais eu não tenha algum conhecimento, e quando comecei a perceber antigos colegas meus, incluindo o senhor Patrick Vallance(?), dizendo coisas na televisão que eu sabia que não eram verdadeiras, e das quais eu sabia que eles sabiam que não eram verdadeiras, a ficha caiu pra mim, provavelmente em fevereiro de 2020. Lembro-me de ter dito à minha esposa que aquilo não era o que eles estavam dizendo que era. Algo estava acontecendo.

Então, quando vi não só o meu próprio país em confinamento, mas dezenas de outros países em confinamento ao mesmo tempo, diria eu aos seus ouvintes que aquela era a prova de uma operação supranacional. Não poderia ter acontecido somente em âmbito local ou nacional. Portanto, deve ter ocorrido em algum nível superior. Se foi a Organização Mundial da Saúde (OMS) ou o Fórum Econômico Mundial (FEM) ou alguma outra organização, eu não sei. Estou convencido de que essa ação, por si só, demonstra absolutamente, inequivocamente, que o que aconteceu não foi simplesmente que adquirimos algum vírus que estava à deriva e então nós mesmos dissemos: “Oh, todos nós entramos em pânico”. Todos fizeram ao mesmo tempo as mesmas coisas estúpidas, ineficazes, “que se sabe que não funcionam”, e nenhuma delas foi preparada ou planejada para uma pandemia exclusivamente nos seus próprios países, e sei disso porque eu li todos os textos em questão.

Por isso, quando acuso essas pessoas de mentir, faço isso com bastante certeza de que não vão processar-me. Pelo contrário, eu digo: “vamos lá, me processem”. Eu adoraria que isso fosse levado aos tribunais. “Vocês perderão muito”, eu digo-lhes. E por isso eles não não me processarão. O que eles fazem é difamar-me e censurar-me. Eu não me importo mais. Estamos enfrentando algo muito pior do que um suposto vírus. No mínimo, as coisas com as quais as pessoas estão sendo injetadas, as lesões que lhes causam essas chamadas “vacinas”, eu gostaria de poder dizer que foi tudo acidental. Mas não foi acidental. Passei 32 anos no projeto racional de medicamentos. Eu sabia e escrevi, antes mesmo de qualquer uma dessas “vacinas” ter autorização de uso emergencial, que elas eram perigosas. Receio estar convencido, e diria com a mão na Bíblia, diante de um tribunal e de um juiz, que essas injeções foram aplicadas para ferir as pessoas, para mutilar e matar deliberadamente. (Fim da entrevista)

Então quem foram os culpados por trás da covid? Os suspeitos de costume. Aqui está a essência das citações atribuídas a “Henry” Kissinger: 1) Pode-se fazer um dinheiro fabuloso com vacinas para uma pandemia. 2) Com o sucesso da campanha covid, toda a situação mundial mudou. 3) Quando as pessoas aceitam ser vacinadas, o jogo acaba para elas. Kissinger (1923-2023) foi um líder público da Nova Ordem Mundial.

Kyrie eleison.


Comentários Eleison BR (comentarioseleisonbr.blogspot.com)

Comentários Eleison: ROMANOS, CAPÍTULOS IX-XI

 

Por Dom Williamson
Número DCCCLXXXII (882) – 08 de junho de 2024

 

ROMANOS, CAPÍTULOS IX-XI

 

Como pode Deus permitir tanta crueldade na Palestina?

Suas razões eventualmente resplandecerão!

Menciona-se frequentemente os judeus nestes “Comentários” devido ao importante papel que desempenham nos assuntos do mundo e da Igreja. São Paulo, naquela que é sem dúvida a maior das suas quatorze epístolas, dedica-lhes três capítulos inteiros: IX, X e XI. Isto se dá porque eles desempenharam um papel tão central no surgimento e na formação da Igreja Católica, que os primeiros crentes se escandalizaram ao ver que aqueles levaram Cristo a Pôncio Pilatos para que O crucificasse, e, desde então, por se recusarem a ter qualquer coisa que ver com Cristo; uma recusa que, com poucas, mas notáveis exceções, continua até os dias de hoje. Em verdade, os seus acusadores dirão que desde a crucificação de Cristo eles queriam dominar o mundo para o Anticristo, e que na nossa época estão mais perto do que nunca do seu objetivo, um infortúnio sem paralelo para o mundo inteiro. Mas os judeus responderão que todas essas acusações surgem meramente do ódio aos judeus, ou “antissemitismo”.

Onde está a verdade? Os judeus foram o principal obstáculo no caminho da missão de São Paulo de implantar a Igreja Católica onde pudesse para salvar almas para a eternidade. Eis por que eles são mencionados com tanta frequência em suas Epístolas, e nem sempre de maneira favorável – veja especialmente 1 Tessalonicenses II, 14–16. Mas cada menção a eles por São Paulo faz parte da Sagrada Escritura, e, portanto, como ensina a Igreja Católica, essas menções são antes de tudo a Palavra de Deus, e apenas secundariamente a palavra do seu autor humano.

Segue-se que acusar São Paulo de “antissemitismo” é acusar o próprio Deus de ser “antissemita”. Ora, seja lá o que essa palavra signifique, o significado é feio. Mas Deus é a própria Verdade (Jo. XIV, 6), e não há absolutamente feiúra nenhuma n’Ele. Portanto, tudo o que São Paulo diz sobre os judeus é verdadeiro e não “antissemita”.

Assim, se queremos saber o que pensar dos judeus, e para esse fim recorremos às Escrituras para descobrir o que Deus pensa deles, não podemos fazer melhor do que recorrer a São Paulo, que teve um contato muito direto com eles no seu apostolado. Voltando-nos para São Paulo, encontramos a sua apresentação mais completa do problema que eles representam nesses três capítulos da Epístola aos Romanos. Vale notar que São Paulo não fala com amargura de sua experiência apostólica com eles, pelo contrário...

Na Epístola como um todo, os três capítulos se intercalam entre o ensino dogmático dos capítulos I a VIII e o ensino moral dos capítulos XII a XVI.

No Capítulo IX, São Paulo apresenta a verdadeira Israel, a Israel espiritual, formada por aquelas almas, judias ou gentias, que são justificadas diante de Deus pela sua fé em Jesus Cristo. A Israel da carne, que incluía poucas almas que não eram judias de raça, era meramente prefigurada. De Moisés em diante, esta Israel teve durante 1.500 anos o templo, o sacerdócio e o sacrifício exclusivos do único Deus verdadeiro; mas o propósito final de Deus era a capacitação de toda a humanidade para o templo, o sacerdócio e o sacrifício católicos, que viriam com a Israel espiritual: a Igreja Católica.

No capítulo X, São Paulo apresenta a falsa Israel, constituída pelos judeus que ouviram e compreenderam o Evangelho de Jesus Cristo, mas o rejeitaram. Não lhes interessa ​​aquela Israel espiritual, aberta a toda a humanidade, onde eles não terão mais acesso privilegiado e exclusivo ao verdadeiro culto do único Deus verdadeiro. Portanto, eles ouvirão o Evangelho de Jesus Cristo, mas o recusarão, e O crucificarão.

O capítulo XI apresenta as três razões da Providência de Deus para permitir tal infidelidade dos judeus: em primeiro lugar, esta é apenas parcial, porque alguns judeus ao longo dos tempos serão os melhores católicos, como Deus planejou que fossem; em segundo lugar, a infidelidade servirá para provocar ciúmes nos judeus e humilhar os gentios; e, em terceiro lugar, a infidelidade será apenas temporária, porque os judeus se converterão antes do fim do mundo.

Em última análise, o judeu (ou gentio) que despreza a Deus está apenas exercendo o livre arbítrio que lhe foi dado por Ele. Mas São Paulo, por sua vez, termina os três capítulos com um breve hino aos misteriosos e insondáveis caminhos de Deus.

Kyrie eleison.

Comentários Eleison BR (comentarioseleisonbr.blogspot.com)

Comentários Eleison: FIM dos TEMPOS, FIM do MUNDO


Por Dom Williamson

Número DCCCLXXXI (881) – 01 de junho de 2024

 

FIM dos TEMPOS, FIM do MUNDO

 

Para a visão de Deus desses dois Testamentos,

Em Romanos lê-se como Paulo viu os acontecimentos.

Pertence à Sabedoria de Deus manter-nos – nós, seres humanos – ignorantes em relação ao Seu calendário ou programa exato referente aos acontecimentos que levam ao fim do mundo; mas no que há de mais imediato desses acontecimentos todos nós estamos envolvidos, e não é proibido especular sobre isso. Pelo contrário, para salvar minha alma, pode ser prudente pensar no que Deus Todo-Poderoso tem em mente, a fim de que eu evite certos erros graves.

Por exemplo, Deus pode guiar-nos, seres humanos, para fazermos o que Ele quer, mas Ele nunca nos tirará o nosso livre-arbítrio para o fazermos, e é por isso que uma Idade de Ouro de mil anos que tenha início agora e se prolongue até o fim do mundo é impossível. Para isso Ele teria de estar anulando constantemente as escolhas dos homens. Lutero (1483–1546) sabia que estava destruindo a cristandade. Passaram-se 450 anos até o Vaticano II, por assim dizer (1517-1965), mas no final desse período os homens tinham-se corrompido cada vez mais. Pode haver agora uma curta Idade de Ouro, como o Triunfo do Imaculado Coração de Nossa Senhora, mas não há como durar muito. Em La Salette, em 1846, Nossa Senhora disse que apenas 25 anos de boas colheitas veriam o pecado voltar, ou seja, o fim da Idade de Ouro e o início do descenço ao Anticristo. O milenarismo, ou seja, uma suposta Idade de Ouro de mil anos antes do fim do mundo, é um erro condenado pela Igreja.

Outro grande erro que se deve evitar é que a Igreja chegará ao seu fim na terra em um resplendor de glória humana. Uma única citação de Nosso Senhor mesmo põe fim a essa ilusão (Lc. XVIII, 8): “Quando vier o Filho do homem, encontrará fé sobre a terra?”. Em outras palavras, no fim do mundo a Igreja quase terá desaparecido de vista, presumivelmente como resultado da sua perseguição pelo Anticristo, a perseguição mais feroz de toda a sua história. Aquele mundo que tem o diabo como governante (Jo. XIV, 29) verá nessa perseguição uma tremenda derrota para a Igreja, mas Deus verá sair dela, como de um pano espremido, as últimas gotas de santidade na forma de alguns dos maiores mártires e santos de toda a sua história, ou seja, será uma das suas maiores vitórias. Não deveria ser surpresa se o fim da Igreja se assemelha ao máximo à Cruz de Nosso Senhor, pois a vitória universal da Igreja segue-se imediatamente na forma de Juízo geral, ou universal.

Outro erro que seguramente deve ser evitado é confundir o fim dos “tempos” (cf. Lc. XXI, 24) com o fim do mundo. Segundo o comentário do Venerável Holzhauser sobre os capítulos 2 e 3 do Livro do Apocalipse, onde ele divide a história da Igreja em Sete Idades, o “fim dos tempos”, ou fim dos tempos para os gentios entrarem na Igreja de Deus a fim de substituir toda a antiga raça eleita que decidiu não ser mais povo de Deus (Mt. XXVII, 25), chega no final da Quinta Idade. O fim do mundo, por sua vez, chega no final da Sétima Idade. Pois, de fato, a antiga raça eleita converter-se-á novamente a Nosso Senhor, o seu próprio Messias, no fim do mundo (Rom. XI, 26), mas até lá os judeus convertidos continuarão a ser a exceção e não a regra; em outras palavras, serão demasiado poucos para o propósito de Deus de povoar Seu Céu. Daí todo o plano de Deus para a salvação por meio dos dois Testamentos (ver RomanosCapítulos IX, X, XI).

Eis por que o Novo Testamento teve de substituir o Antigo: porque a raça eleita com base na raça, graças à riqueza de sua natureza, teve de dar lugar à raça eleita com base na , com dons sobrenaturais. É por isso que os judeus tiveram de dar lugar aos gentios durante tanto tempo; e é esse o motivo pelo qual aqueles têm feito guerra contra esses desde então (1 Tessalonicenses II, 14-16), especialmente contra os palestinos. Mas os católicos nunca podemos esquecer o quanto devemos aos heróis de Deus do passado, do Antigo Testamento. Sem eles não teríamos tido a Encarnação de Jesus.

Kyrie eleison.

Comentários Eleison BR (comentarioseleisonbr.blogspot.com)

Ladainha Do Sagrado Coração De Iesus

 



Letra: Ladainha Do Sagrado Coração De Iesus

 

KÝRIE, eléison.

Christe eléison. 

Kýrie, eléison. 

Christe, audi nos. 

Christe, exáudi nos. 

Pater de caelis, Deus, 

R. Miserére nobis. 

Fili, Redémptor mundi, Deus, 

R. Miserére nobis. 

Spíritus Sancte, Deus, 

R. Miserére nobis. 

Sancta Trínitas, unus Deus, 

R. Miserére nobis. 

Cor Iesu, Fílii Patris aetérni,

R. Miserére nobis.

Cor Iesu, in sinu Vírginis, 

Matris a Spíritu Sancto formátum,

Cor Iesu, Verbo Dei substantiáliter unítum, 

Cor Iesu, maiestátis infinítae,

Cor Iesu, templum Dei sanctum,

Cor Iesu, tabernáculum Altíssimi,

Cor Iesu, domus Dei et porta caeli,

Cor Iesu, fornax ardens caritátis,

Cor Iesu, iustítiae et amóris receptáculum,

Cor Iesu, bonitáte et amóre plenum,

Cor Iesu, virtútum ómnium abýssus,

Cor Iesu, omni laude digníssimum,

Cor Iesu, rex et centrum ómnium córdium,

Cor Iesu, in quo sunt omnes thesáuri sapiéntiae et sciéntiae,

Cor Iesu, in quo hábitat omnis plenitúdo divinitátis,

Cor Iesu, in quo Pater sibi bene complácuit,

Cor Iesu, de cuius plenitúdine omnes nos accépimus,

Cor Iesu, desidérium cóllium aeternórum,

Cor Iesu, pátiens et multae misericórdiae,

Cor Iesu, dives in omnes, qui ínvocant te,

Cor Iesu, fons vitae et sanctitátis,

Cor Iesu, propitiátio pro peccátis nostris,

Cor Iesu, saturátum oppróbriis,

Cor Iesu, attrítum propter scélera nostra,

Cor Iesu, usque ad mortem obédiens factum,

Cor Iesu, láncea perforátum,

Cor Iesu, fons totíus consolatiónis,

Cor Iesu, vita et ressurréctio nostra,

Cor Iesu, pax et reconciliátio nostra,

Cor Iesu, víctima peccatórum,

Cor Iesu, salus in te sperántium,

Cor Iesu, spes in te moriéntium,

Cor Iesu, delíciae Sanctórum ómnium,

Agnus Dei, qui tollis peccáta mundi, 

R. Parce nobis, Dómine. 

Agnus Dei, qui tollis peccáta mundi, 

R. Exáudi nos, Dómine. 

Agnus Dei, qui tollis peccáta mundi, 

R. Miserére nobis. 


V. Iesu, mitis et húmilis Corde,

R. Fac cor nostrum secúndum cor tuum.

Comentários Eleison: TORNANDO-SE CATÓLICO

 

Por Dom Williamson

Número DCCCLXXX (880) – 25 de maio de 2024

 

TORNANDO-SE CATÓLICO

 

Se alguma alma compreende a eternidade,

Que então tenha o Rosário sempre em mãos.

Um leitor destes “Comentários”, que obviamente não é católico, pergunta como tornar-se católico. Ora, essa é uma questão que provavelmente interesse não só a este leitor, mas também a outras pessoas. E que Deus Todo-Poderoso abençoe a todos esses leitores não católicos, porque é certamente uma graça d’Ele que os está levando a interessarem-se seriamente em unir-se à única e verdadeira Igreja que é d’Ele: a verdadeira Igreja Católica Romana. Aliás, hoje é preciso acrescentar o adjetivo “verdadeira”, porque está claro que o Concílio Vaticano II (1962-1965) produziu toda uma Igreja falsa destinada a levar as almas ao Inferno eterno em vez de ao Céu eterno. Isso certamente é algo que nos dias de hoje só complica a questão de como unir-se à verdadeira Igreja; mas se uma alma estiver honestamente buscando-a, Deus tem inúmeras maneiras de chegar a essa alma com toda a ajuda necessária, apesar de quaisquer obstáculos colocados no caminho d’Ele por homens equivocados ou delinquentes. Que tal alma confie em que Deus quer levá-la para o Céu, e Ele só precisa da cooperação contínua dessa mesma alma para ter sucesso.

Ser católico é chegar ao Céu, que é a bem-aventurança sobrenatural ininterrupta, intrinsecamente muito acima e além de todos os nossos poderes naturais humanos da mente e da vontade. A bem-aventurança consiste na visão sobrenatural de Deus tal como Ele é em Si mesmo, e não apenas como podemos vislumbrá-Lo a partir das Suas criaturas naturais que nos rodeiam na nossa breve vida nesta terra. A porta de entrada para esta bem-aventurança é o dom sobrenatural de Deus, a Fé, que está muito acima da nossa razão natural. Se eu recebo ou não de Deus este Seu dom, básico para a salvação eterna, depende inteiramente d’Ele, e não de mim. Por outro lado, há um velho ditado que diz que a quem faz tudo o que é da sua natureza fazer, Deus não nega a Sua graça (sobrenatural). Isto reflete bom senso, mas se deve ter cuidado, pois a Fé continua a ser, essencialmente, um dom gratuito de Deus. O que posso fazer, uma vez que me dou conta do quão indispensável para a salvação é o dom da Fé, é pôr todo o meu empenho em pedir-Lhe em oração que o conceda a mim. (É altamente recomendável que se reze o Rosário mesmo que ainda não se creia que a Bem-Aventurada Virgem Maria foi e é sempre a Mãe de Deus. Ela intervirá...)

Outra coisa que posso fazer é aplicar todas as minhas faculdades de raciocínio para examinar três grandes proposições que posso aceitar através do mero (mas correto!) raciocínio humano. Se eu fizer isso, elas podem definitivamente ajudar Deus a dar-me o dom da Fé, embora não possam, por si só, conceder-me o dom de Deus, que continua sendo o Seu dom gratuito. Como disse o pecador meio crente no Evangelho: “Senhor, eu creio! Ajudai-me em minha falta de fé!”. Ele pode não ter sido teólogo, mas estava falando de forma católica (Marcos IX, 24). Estas três proposições são: 1) Deus existe, 2) Jesus Cristo era e é Deus, e 3) A (verdadeira) Igreja Católica Romana foi instituída por Jesus Cristo.

1) Deus existe – o argumento mais óbvio de Suas criaturas (como do efeito à causa necessária) é o argumento do design inteligente. A inteligência é visível em toda a Sua criação, mas não pode vir das criaturas que não são em si mesmas inteligentes, como animais, vegetais, minerais. Apenas um exemplo: nenhuma aranha pisa nas partes pegajosas da sua própria teia! Somente as vítimas da aranha fazem isso.

2) Jesus Cristo era e é Deus – durante Sua vida na terra, Ele operou inúmeros milagres que somente Deus pode realizar, porque somente o Autor da Natureza pode interromper à vontade o curso normal da natureza. Assim, a ressurreição de Lázaro (ver João XI) foi um milagre estupendo realizado diretamente diante de uma multidão em grande parte hostil. E as relíquias de Nosso Senhor que revelam à ciência moderna vestígios de Seu DNA mostram evidências de Sua mãe humana, mas nenhuma de qualquer pai humano. Na verdade, Ele nasceu de Maria, mas foi concebido pelo Espírito Santo.

3) Jesus Cristo instituiu a (verdadeira) Igreja Católica Romana e nenhuma outra. A história da humanidade mostra que todas as outras denominações “cristãs” começaram séculos depois de Ele ter vivido na terra (1–33 DC). Quanto às religiões não cristãs, todas negam que Ele é Deus, a Segunda Pessoa da Santíssima Trindade: Pai, Filho e Espírito Santo. Todas essas religiões não podem ser verdadeiras; e se, como o Vaticano II, alegam ainda que sejam caminho para o Céu, mentem novamente, pois não pode haver lugar para mentiras no verdadeiro Céu do verdadeiro Deus.

Se depois de trabalhar essas três verdades preliminares, uma alma continuar desejando tornar-se católica, então ela deve encontrar um padre católico para pedir para ser batizada, que é o modo normal de entrar na Igreja.

Kyrie eleison


Comentários Eleison BR (comentarioseleisonbr.blogspot.com)

AVISO IMPORTANTE

AVISO IMPORTANTE


CNL-OPN


Corpus Christi é uma das festas que mais comovem o coração do católico. Apesar de tão fracos e miseráveis pecadores, nós amamos e queremos honrar o mais dignamente possível o Admirável Sacramento da Santíssima Eucaristia neste belo dia. Para isto, nós exortamos a todos os que puderem que tragam flores em abundância para a decoração do trajeto da procissão. Toda flor será muito bem vinda. A santa missa será às 9:00 horas. Mas para que possamos preparar as flores, pedimos que cheguem o mais cedo possível. Que o bom Deus os recompense e que o amor a Jesus Sacramentado ocupe inteiramente o coração de cada um. 


Graças e louvores se deem a todo momento.

Ao Santíssimo e Diviníssimo Sacramento.


Compartilhem o máximo. 

Comentários Eleison: A ATUALIDADE das ESCRITURAS

 

Por Dom Williamson

Número DCCCLXXIX (879) – 18 de maio de 2024

 

A ATUALIDADE das ESCRITURAS

 

Todas as criaturas giram em torno do Deus Encarnado, dizem as Escrituras.

Quanto àquelas que O desprezam, haverão de arder em chamas.

 

O número mais recente do boletim informativo do Seminário da “Resistência” da Sociedade dos Apóstolos de Jesus e Maria, em Morannes, no noroeste da França, traz um editorial admirável escrito pelo Superior daquela Sociedade, Dom Jean-Michel Faure. Como o texto não é longo, segue abaixo na íntegra.

 

Queridos amigos e benfeitores,

Nosso Senhor disse aos Apóstolos: “Quando ouvirdes falar de guerras e revoltas, não vos assusteis... sereis odiados por todos por causa de meu nome” (isto é, por causa da vossa fidelidade à minha doutrina)... “com vossa perseverança vós salvareis vossas almas... Quando vós virdes essas coisas começando a acontecer, levantai a cabeça e reanimai-vos, porque a vossa libertação (e a vossa vitória) está próxima.” (Lc. XXI, 9, 17, 19, 28).

Hoje assistimos aos sinais que anunciam os grandes acontecimentos aludidos por Nosso Senhor Jesus Cristo, São Paulo e São João: a grande apostasia. Nunca antes os inimigos de Jesus Cristo tiveram à sua disposição tantos meios para destruir toda a fé e a moral nas almas das crianças, dos jovens e dos idosos. “Esmaguemos a infame (igreja)”, já gritava Voltaire no século XVIII aos adeptos da seita infernal: “Derrubemos o trono (ou a monarquia) para derrubarmos o altar (ou a Missa e a Igreja Católicas), pelo laicismo (televisão, internet, cinema), pelas modas indecentes e, finalmente, pela infiltração na Igreja, até chegar ao Papado, graças ao Concílio Vaticano II.

A história moderna ilustra as etapas da grande apostasia das nações, os gestos e feitos dos agentes do Anticristo, seus predecessores preparando a vinda do próprio Anticristo, preparando a geração de homens para aplaudi-lo quando vier (cf. II Tes. I, 8). Um documento muito recente vindo de Roma afirma que a dignidade humana é infinita. Aqui está o homem pretendendo estabelecer o seu trono dentro da Igreja, para ali entronizar-se com o poder do Diabo (II Tes. II, 4).

Como disseram os peregrinos de Emaús a Nosso Senhor: “Senhor, fica conosco, porque já declina o dia” (Lc. XXIV, 29) (e as trevas cobrem a terra). Tende ânimo, pequeno rebanho – “Eu venci o mundo” (Jo. XVI, 33) pela Cruz. O Reino de Deus nunca esteve tão próximo.

Mons. Jean-Michel Faure


O que impressiona aqui é, antes de mais nada, quão pertinentes são as abundantes citações oriundas de um passado distante para as calamidades que vivemos sem precedentes na Igreja e no mundo de hoje. Os leitores destes “Comentários” têm todo o direito de não se terem impressionado com as mensagens bem mais recentes que supostamente teriam vindo do Céu para iluminar-nos e encorajar-nos na batalha que se aproxima, em razão da falta de autoridade, mas que ao menos abram as suas Bíblias para ler novamente Mateus XXIV, Marcos XIII e Lucas XXI. No texto dos Evangelhos não falta autoridade divina; o que falta é somente que percebamos, como o percebeu Dom Faure, o quanto esse texto pode ganhar vida nas nossas circunstâncias atuais.

Leitores, para compreender o que realmente está acontecendo ao nosso redor e o que devemos fazer, leiam regularmente a própria Palavra de Deus nas Escrituras, e não somente o Novo Testamento, mas também o Antigo Testamento, onde a frequente apresentação da bondade de Deus frente à maldade dos homens constitui a essência dos acontecimentos atuais.

Kyrie eleison.


Comentários Eleison BR (comentarioseleisonbr.blogspot.com)

Comentários Eleison: MENSAGENS DIGNAS DE NOTA – IV

 

Por Dom Williamson

Número DCCCLXXVIII (878) – 11 de maio de 2024


MENSAGENS DIGNAS DE NOTA – IV

Bom Deus, eu não posso. Vós podeis. Vós deveis.
Em Vós eu creio, espero, e confio.

Esta quarta (e última, ao menos por enquanto) mensagem vinda do Texas é especialmente apropriada para os católicos de hoje, tanto pela compreensão da angústia deles, como pelo apelo à confiança deles. Os destaques de certas palavras em negrito são da parte destes “Comentários”. É recomendável também a leitura das mensagens originais em mdm.faith.

Dia 14 de março de 2024, de Deus Pai: Para Meus filhos que vivem no exílio, escreve o seguinte:

Vós estais vivendo um exílio, um exílio muito doloroso, pois não se trata somente do fato de ainda não estardes no Meu Paraíso – nos lugares que preparei para vós desde toda a eternidade, unidos em Meu Amor –, mas também é o sentimento de estardes exilados das vossas famílias, dos vossos amigos, inclusive da Minha própria Igreja, vivendo como exilados, sem lugar próprio. Quantos de vós, filhos Meus, vos sentem assim, abandonados, esquecidos, ignorados e tão feridos. Feridos pelo mundo e pela inveja de Satanás, feridos pelas vossas próprias ações e decisões.

Filhos, olhai para vosso Pai. Olhai para Aquele que quis que vós existísseis – neste momento – para receber o Seu Amor, a Sua Graça, para aprender a conviver com Ele agora, para poder viver com Ele por toda a eternidade. Entregai-Me, filhos, toda a vossa dor, a angústia que envolve os vossos corações ao verdes a devastação da Minha vinha. Unais a vossa dor à Minha. Eu sou vosso Pai, vosso “Abba” e vosso DEUS. E em breve, filhos Meus, o vosso Deus se erguerá de tal forma que tudo o que existe reconhecerá que EU SOU DEUS. Hora terrível e hora cheia de graça. A Hora bendita, a Hora da Minha última Misericórdia antes da grande batalha que deixará Satanás e seu bando derrotados.

Peço-vos que vos prepareis, que estejais atentos – mas essa preparação e essa atenção à Minha Voz estão enraizadas na FÉ, filhos. A FÉ que crê no que digo; que crê que tudo o que vos digo é Verdade, apesar de tudo ao vosso redor vos dizer o contrário; apesar de vossos sentidos vos dizerem algo diferente. A FÉ que é ADORAÇÃO porque Me dá o que é Meu por direito como DEUS e como vosso PAI. A FÉ que é união Comigo; que é não separar vosso olhar do Meu Rosto, do Meu Amor, da Minha Vontade. Deixai de lado vossos critérios, vossas ideias, vossos raciocínios. Filhos, eles estão contaminados pelo mundo e, em muitos casos, pelo vosso próprio orgulho instigado por Satanás. Permiti-Me guiar vossos pensamentos de acordo com Minha Luz e Minha Vontade para cada um de vós. Filhos, não tenhais medo. Coloquei cada um de vós onde preciso. A vossa primeira tarefa nesta hora é permanecerdes com o olhar fixo em Mim.

Filhos, não peço que entendais, mas sim que Me escuteis, que Me recebais, que Me obedeçais. Mas quero a vossa cooperação, filhos, e por isso peço que caminheis nas trevas, no deserto dos sentidos, onde tudo é neblina para os sentidos, para a mente, porque é aqui que, confiando em que Eu vos estou guiando, obedecendo mesmo que não entendais e sintais medo porque não Me vedes nem vedes o Meu caminho, é aqui, filhos, que Eu vos treino na verdadeira e indomável FÉ que vos une a Mim.

Vosso DEUS ESTÁ CHEGANDO, COM PODER E AUTORIDADE, PARA RESTABELECER SUA ORDEM EM TUDO O QUE É CRIADO, PARA RESTAURAR O QUE ESTÁ CORROÍDO PELO PECADO E POR SATANÁS, PARA EXPULSAR AS SERPENTES E OS LOBOS DO MEU TEMPLO, PARA RECONQUISTAR OS CORAÇÕES DOS MEUS FILHOS.

Dedução de Impostos

 CNL-OPN 


Caríssimos benfeitores, amigos e fiéis, é constrangidos que viemos comunicar-vos uma desagradável notícia: às declarações de imposto de renda referentes ao ano de 2023 não será possível obter a dedução de impostos, como havíamos propagado. 

Não sabemos exatamente o porquê do problema, mas o nosso CNPJ não está constando na receita federal como instituição sem fins lucrativos, que é requisito para poder ofertar a dedução de impostos. Consta assim no município e no estado, mas não na federação.

Pedimos sinceras desculpas a todos os prejudicados por essa falha e a caridade das vossas orações para que esses processos burocráticos se resolvam com brevidade.

Estamos trabalhando para que nas declarações referentes ao ano corrente, que se fará no próximo ano, já seja possível conceder tal benefício. Assim que confirmado traremos a notícia.


Rainha do Sacratíssimo Rosário, rogai por nós.

Comentários Eleison: MENSAGENS DIGNAS DE NOTA - III


 Por Dom Williamson
Número DCCCLXXVII (877) – 4 de maio de 2024

 

MENSAGENS DIGNAS DE NOTA - III


Ao desprezar a Deus, o homem causou no mundo tamanha confusão,

Que ninguém mais, senão Deus, pode resolvê-la.

A terceira da série de mensagens que nos chegaram do Céu no início deste ano através da pequena missão da Divina Misericórdia no interior do Texas, é enviada novamente por Deus Pai, mas desta vez “aos Seus fiéis sacerdotes”. O conteúdo contrasta marcantemente com as tremendas acusações que Ele lançou contra os bispos e padres do Vaticano II na Sua segunda mensagem (ver estes “Comentários” da semana passada, CE 876, de 27 de abril). Tanto a segunda como a terceira mensagem são particularmente relevantes para os nossos dramáticos tempos, destacando o bem e o mal especiais que vêm dos bispos e padres. Em Akita, no ano de 1973, a solução de Nossa Senhora para todos os males do mundo foi o Rosário, rezado “pelo Papa, pelos bispos e pelos padres”. Sigamos com a leitura.

1º e 2 de março: Escreve, Minha filha, para Meus fiéis sacerdotes. Escreve para os Meus filhos que guardaram a Minha Palavra – o Meu Jesus – como centro de seu ser: que imitam o Meu Jesus na Sua Obediência, na Sua Oferta, no Seu Amor e na Sua Confiança em Seu Pai. Vós vos vestistes do Meu Jesus, e como tal vos vejo. Meus filhos fiéis, que velam, que velam incansavelmente pelos Meus pequeninos, ajudai-os com as vossas orações e com o vosso sacrifício – a oferta diária de vós mesmos com o Meu Jesus no Altar: o Santíssimo Sacrifício da Missa, a Santíssima Oferta do Meu Jesus por amor a Mim, e a vós. A Oferta à qual vós vos unis. A Oferta que tomo em Meu Coração e através da qual derramo Misericórdia e Graça sobre Meu povo ressecado.

Vedes, Meus filhos, por que então há ataques incessantes a este Santo Sacrifício? Por que o inimigo deve destruí-lo a todo custo? Por que ele trabalha incansavelmente para subvertê-lo? E não podendo destruí-lo em si mesmo – pois já foi vencido por Ele – deve destruir aqueles em cujas mãos coloquei esta oferta: vós, Meus Sacerdotes. Vedes os ataques ao Meu Santíssimo Sacramento, a Verdadeira Presença de Meu Jesus – com que desdém e desrespeito Ele é tratado, abusado. Vedes como esses ataques destroem a FÉ nos corações dos Meus filhos, que já não creem em Meu Jesus, já não O reconhecem. Vedes como quando a FÉ se extingue, a idolatria e o desespero se apoderam da alma.

Vedes, Meus filhos, baluarte após baluarte caindo, sendo destruídos. Vedes as hordas de demônios atacando Meus filhos. A ordem que estabeleci na Minha Igreja para o bem de todos os Meus filhos está sitiada. Vós experimentastes as consequências deste cerco e a confusão que causa. A terrível, terrível confusão que provocou. Quando uma missão se separa da VERDADE, de Mim, deixa de ser útil, e, ao não permanecer na VERDADE, torna-se uma antimissão, um obstáculo. Meus filhos, vedes agora o que está acontecendo em Minha Igreja? QUANTAS MISSÕES FORAM SUBVERTIDAS? QUANTAS TÊM APARÊNCIA DE SER MINHAS, MAS SÃO IMPOSTORAS?

Nós – vós e Eu – estamos nessa batalha há muito, muito tempo. Afastando constantemente os ataques da antiga serpente, a grande acusadora. Mas a batalha que se aproxima agora, Meus filhos, é muito maior, muito mais sutil, muito, muito mais perigosa. E é por isso que reservei Graça sobre Graça para estes tempos. Meu inimigo – nosso inimigo – pensa que tem a vitória nas mãos, ele vê a destruição e o engano que causou. Está tão satisfeito consigo mesmo que seu orgulho o cega. Filhos Meus, enviarei Minha Verdade como o grande sinal, como a grande Luz para iluminar as consciências dos Meus filhos, para que vejam como Eu vejo cada um de vós. Quando Eu agir assim – em um instante, alcançando de um extremo ao outro do mundo – vosso sacerdócio se tornará um tremendo pilar e refúgio para Meus filhos, que virão até vós em multidão após multidão para receber Meu perdão e Minha Misericórdia através de vós. Meus filhos, preparai-vos. ESTOU CHEGANDO.

 Kyrie eleison.


Comentários Eleison BR (comentarioseleisonbr.blogspot.com)

Comentários Eleison: MENSAGENS DIGNAS DE NOTA - II


Por Dom Williamson
Número DCCCLXXVI (876) – 27 de abril de 2024

MENSAGENS DIGNAS DE NOTA - II

 

Pode alguém aqui não reconhecer a Tradição?
        Ou, no Concílio, dos católicos a perdição?

 A segunda da série de mensagens, supostamente do Céu, que nos chegou recentemente através da pequena comunidade católica do sul do Texas, é de Deus Pai. No dia 22 de fevereiro, Ele convocou todos os Seus filhos para se unirem ao exército que formou em todo o mundo em pequenos batalhões, depois de terem sido abandonados e traídos pela grande maioria dos pastores que haviam sido designados para cuidar deles. Sim, pois em vez de cuidarem deles, adormeceram e os traíram (hoje a Voz de Deus Pai passa despercebida por aqueles pastores, mas está prestes a trovejar, a fim de despertá-los). Seus filhos há muito sofrem nas mãos deles, mas Ele logo surgirá em nome de Seus filhos. Que esperem um pouco mais, levantem seus corações, confiem n’Ele e não O temam. Ele os ama. Ele está vindo.

 Nestes “pequenos batalhões” será que alguém não consegue reconhecer os restos dispersos da chamada “Resistência”? No dia 26 de fevereiro, Deus Pai proferiu as palavras que se seguem para os Seus “filhos padres” – uma tremenda acusação.

 Escreve agora, filha, para Meus filhos padres. Aqueles que, em vez de serem Meus colaboradores mais próximos, Meus instrumentos mais dóceis e fiéis, Meu descanso, tornaram-se um estorvo muito grande; almas de ladrões, que roubam dos Meus filhos o que lhes pertence; almas rebeldes à Minha Voz, almas preguiçosas; almas que, tendo-Me perdido, não Me buscam. Aventurando-se cada vez mais nas trevas, eles dão as costas à Minha Luz. Eles terminarão ficando mais secos e murchos do que a figueira que amaldiçoei antes de entrar em Jerusalém. DESPERTAI, filhos. Vede o que, NA VERDADE, está acontecendo ao vosso redor. Saí do inimigo, das vossas confusões e seduções. Minha Voz é clara, direta. O sim que é sim, o não que é não. A Verdade é LUZ.

 Filhos, vós estais cercados de mentiras. VÓS FOSTES ENGANADOS. E vós absorvestes essas mentiras que são tão prejudiciais porque obscurecem a VERDADE, de modo que todo o vosso ser se obscurece, e vós vos distraís facilmente, tornando-vos completamente inofensivos para o Meu inimigo. PRECISO DE FILHOS GUERREIROS, PADRES E SOLDADOS. Intrépidos na batalha. ONDE ESTÁ A VOSSA FÉ, filhos? FILHOS, AS TREVAS SE ESPALHARAM PORQUE NÃO HÁ FÉ NOS MEUS PADRES. VÓS SOIS RESPONSÁVEIS POR TANTA ESCURIDÃO, FILHOS.

 E vós, chamados bispos, que deveríeis ser pais para os Meus filhos padres, exemplos e guias, vos tornastes muito piores que os demônios, pois pelo menos os demônios Me reconhecem como Deus, apesar de Me odiarem. Mas vós me deixastes de lado e me usastes para seus próprios fins. Ai de vós! Ai de vós se não reconhecerdes esta última oportunidade. Se vós não vos voltardes para Mim, se não reconhecerdes vossa culpa e responsabilidade, tereis de acertar as contas comigo mesmo. NINGUÉM ZOMBA DE MIM. NINGUÉM SE APROVEITA DE MIM. Vós não somente deixastes a fumaça de Satanás infiltrar-se no Meu Santuário, mas permitistes que todo um exército de demônios ocupasse vossos lugares. E permitistes que o usurpador se sentasse na cadeira de Meu Pedro – aquele que está a realizar a grande traição que deixará a Minha Igreja desolada. E VÓS PERMITISTES ISSO. E vós carregais consigo a terrível responsabilidade desta horrenda ofensa a Mim, vosso DEUS. Vós estais tão cegos que não vedes como estais sendo usados e manipulados. Vós Me abandonastes e abandonastes Meus pequeninos. E abandonastes o Meu Jesus. Ai de vós!

 Mas eu, vosso DEUS, tenho misericórdia. Eu, vosso bom Pai, me apiedo de vossa cegueira, fome e nudez. APRESSAI-VOS, filhos. NÃO HÁ MAIS TEMPO. Eu falo convosco como vosso Pai. Mas em breve falarei como o TODO PODEROSO E ÚNICO DEUS, O SENHOR DEUS DOS EXÉRCITOS. AQUELE QUE É. O ÚNICO. DESPERTAI. LUTAI. DEFENDEI O QUE VOS CONFIEI. É A ÚLTIMA CHAMADA. QUERO-VOS NO MEU EXÉRCITO. AGORA. TENHO MEU PLANO, NÃO TENTEIS IMPEDIR-ME. Tenho-vos esperado durante muito tempo, e já não há mais tempo. Coloqueis vossas casas em ordem, filhos. Visitarei CADA UM DE VÓS. ESCUTAI-ME, FILHOS. LEVANTAI-VOS. ESTOU CHEGANDO.

 

Kyrie eleison.


Comentários Eleison BR (comentarioseleisonbr.blogspot.com)